Make your own free website on Tripod.com

AXÉ MUSIC NLINE
página principal

O INÍCIO

A história do Ara Ketu vem de outros Carnavais. Mais precisamente do de 1981, quando começou a despontar ainda como bloco. Nem é preciso dizer que conquistaram o campeonato de blocos do Carnaval baiano por três anos consecutivos. Sentindo necessidade de divulgar com mais intensidade a filosofia yorubá, se transformaram em grupo.

Em 1984, depois de quatro discos lançados, eles assinaram com a Sony Music, e lançaram pelo selo Columbia o álbum Bom Demais. Era o que faltava para que o grupo estourasse de vez, vendendo mais de 150 mil cópias. A faixa "Ara Ketu Bom Demais" virou sucesso de norte a sul do país, apresentando aos brasileiros esse originalíssimo suíngue baiano que adicionava ao ritmo tradicional samplers e outros recursos da música eletrônica, além de pitadas de vertentes do samba, como o samba-duro e o samba-exaltação.

Os elogios foram tantos que o Ara Ketu atraiu a atenção de David Byrne, o ex-líder dos Talking Heads, que em uma de suas inúmeras visitas à Bahia esteve na quadra de ensaio do grupo e saiu encantado com aquela mistura de sons. Encantados também ficaram os gringos de outras partes do mundo, já que o Ara Ketu foi convidado para se apresentar em festivais nos EUA, Suíça, Austria, Itália e Bélgica, e simplesmente arrasou. Com direito a lançamento de disco na Inglaterra.

De volta ao Brasil, eles começaram a pensar no próximo disco, que tinha a responsabilidade de tentar igualar e superar o sucesso de Bom Demais. No final de 1995 veio então Ara Ketu Dez, cujo título não se refere ao número de lançamentos do grupo, mas sim à nota que eles sempre mereceram daqueles que os elogiaram. E o disco não decepcionou os fãs. Mais uma vez trazia os recursos eletrônicos que viraram marca registrada da banda, em faixas cativantes como "Avisa a vizinha (vixe Maria), que juntamente com o porradão "Pra Levantar Poeira" arrasaram no carnaval da Bahia. O lado romântico também não foi esquecido (com o samba suingado "Sempre será"), mas o disco ficou marcado como uma explosão de alegria que misturava salsa, pagode, samba e funk com a música atual da África.

Você acha que os caras tão aí só pra brincadeira? Que nada! Dividindo Alegria traz a participação mais que especial de Djavan na faixa "Ara Amor", composta pra eles especialmente por outro "sabe-tudo" do Carnaval da Bahia, Pierre Onassis. Pra completar, eles ainda se permitiram a uma regravação do hit "La Bamba", mostrando que a alegria de dançar não tem limites. Dessa vez, o título do disco não precisou de explicação.

No carnaval de Salvador de 1998, parecia que o chão estava sofrendo algo do tipo terremoto, quando o Ara Cantava "Pipoca", do álbum 'Prá Lá de Bom', novamente sucesso absoluto.

Ara Ketu lançou o cd, Ara Ketu ao Vivo, mais de 2 milhão de cópias vendidas...precisa dizer algo a mais?

Só para citar alguns hits, imagine um disco com "Mal Acostumada", sucesso em todo o Brasil, "Ara Ketu é Bom Demais", "Festa na Cidade", "Sempre Será", "Avisa a Vizinha", "Pipoca" e "Tá na Cara".

Página principal

Home Page do Ara Ketu